angel-desprogressiva-desprogressivação-robson-trindade-beleza-cabelo-cabalereiro-visagista-visagismo-expert-professor-010 (1)

Essa técnica tem sido aplicada por três excelentes profissionais brasileiros Robson Trindade, Rogério Molina e Léo Costa que fazem parte do Red Team – Consultoria de Imagem, Beleza e Estilo, professores de graduação e pós-graduação em diversas universidades pelo Brasil. Segundo eles “É importante saber o seguinte: para usar um produto químico cosmético tem que ser profissional e ter formação pelo menos técnica, o bom seria acadêmica.”

Um dos grandes problemas causados pela escova progressiva é a agressão aos fios e a composição
que “intoxicam” os cabelos. A Desprogressiva é a solução.

O professor de Visagismo, Ms. e Doutorando Robson Trindade afirma que a Desprogressivação foi desenvolvida por ele em 2009, para que os resíduos da escova progressiva fossem retirada do cabelo por qualquer pessoa. Essa técnica inovadora foi e é um sucesso garantido no Brasil. Certamente a escova progressiva também foi um sucesso entre as mulheres pelo efeito liso dos fios ao mesmo tempo que “blinda” os cabelos. Mas, para que isso aconteça é necessário que a cada três meses haja manutenção. Mas até que ponto essa técnica está realmente ajudando as mulheres? Existe no mercado a possibilidade de retirar totalmente esta química dos cabelos sem a necessidade de cortar e depois esperar que cresçam? Essas perguntas são feitas por aquelas mulheres que acabaram arrependidas por ter aplicado a escova progressiva nos cabelos. A maioria das mulheres não tem ideia de como as escovas progressivas comercializadas são totalmente prejudiciais para os cabelos porque utilizam produtos farmacêuticos ilegais para esse fim.

O motivo para que os cabelos sejam agredidos e não fiquem saudáveis é porque a escova progressiva impede a hidratação formando um tipo de barreira que não permite os nutrientes alcançarem à parte interna dos fios. E, não importando quanto tempo a mulher faz esse tratamento e qual o tipo de produto utilizado será necessário que o retoque seja feito a cada três meses no máximo, pois a raiz crespa aparece após um mês de crescimento natural causando contraste com o restante do cabelo e assim começa o desespero, conta o especialista em recuperar os cabelos com desprogressiva, Prof. Ms. Doutorando Robson Trindade.

Então, é possível ou não retirar a escova progressiva dos cabelos? Sim, é possível! O procedimento chama-se Desprogressivação. Obviamente não será retirado 100% dos resíduos na primeira aplicação, explica Molina, mas para cada 10 clientes que ele atende, garante que 7 casos são recuperados em até 60%, porque caso contrário só o tempo vai conseguir isso, mas a possibilidade de inverter o processo com excelentes resultados é 100% possível. A equipe do Red Team – Consultoria de Imagem, Beleza e Estilo, tem os protocolos especiais que levam o nome de Tratamento Angel – plano A, plano B ou plano C, tratamentos que tornam isso possível.

Os tratamentos oferecidos pela equipe são:

A – Tratamento ANGEL Desprogressivação – Tratamento bastante simples, mas muito eficaz para a recuperação de 70% dos cabelos cacheados, ondulados e crespos, na mulher que não faz escova progressiva há um bom tempo e cujos cabelos já possuam fissuras pois é através dessas fissuras que o cabelo poderá começar a ser tratado para tomar sua forma natural novamente. Funciona através de cargas positivas que são depositadas nos cabelos removendo as cargas negativas. Mas isso só é possível através do uso de shampoo livre de sulfactantes, do tipo que não faz espuma. Os shampoos tradicionais possuem uma carga negativa elevada. Quando removida essas cargas o cabelo começa a envergar mais, favorecendo a recuperação natural, com uma orientação regular graduada. Para ver a grande diferença o Cabeleireiro Visagista Robson Trindade aconselha que sejam feitas fotos antes, depois do procedimento e principalmente no dia seguinte, sugere que seja capturadas pelos próximos dois dias.

B – Tratamento INVERTER – Desprogressivação – Esse procedimento diz respeito a um tratamento químico um pouco mais forte se compararmos com o plano A. Nesse caso é preciso colocar uma forma conhecida por berços nos cabelos de acordo com o molde e tamanho do movimento natural. O mais interessante desse procedimento é que não só retira a progressiva, mas também dá forma natural aos cabelos. Algumas mulheres chamam esse tratamento de “operação” porque é necessário que sejam cumpridas algumas etapas e depois sair com um kit de produtos para serem utilizados. Então o cabelo é totalmente recuperado, mas é muito importante fazer o tratamento adequado depois.

C – Tratamento – Desprogressiva Natural ORG – Indicado para pessoas com cabelos mais resistentes. Funciona como uma espécie de “batidinha” nos fios para assim ser possível retirar a casca, ou seja, a escova progressiva dos fios. Pode ser feito em casa por algumas semanas. Mas lembra o profissional que é preciso que a cliente passe por uma avaliação ainda que seja online. A equipe do Red Team oferece a Desprogressiva e afirma que o procedimento tem muito a oferecer para as mulheres em geral porque veio para ajudar a desfazer o que a escova progressiva fez encobrindo os fios e mascarando os males causados parecendo que os cabelos estão saudáveis. Se compararmos o cabelo a um ovo, a escova progressiva é a casca. Se você abrir esse ovo e ele estiver estragado, não vai servir para nada. Mas, se estiver danificado e você fez o procedimento para “cobrir”, nenhum dos tratamentos acima irá funcionar. É preciso que antes você se submeta a um teste de mecha.

http://educacaovisagismoeprojetos.com.br/progressiva-desprogressivacao-antes-e-depois/

 

Será o fim da progressiva e dos platinados?

Best Bun Hairstyle Ideas & Tutorials for 2017

Alguns profissionais com vasto conhecimento em tricologia afirmam que é possível a derrota destas técnicas. Depois de um longo tempo de cabelos lisos, através das progressivas, botox, selagem, e outros nomes que sempre levam ao formol, carbocisteína e acido glicólico; e ainda os superclareadores, responsáveis pelo tom quase branco dos cabelos. Estes procedimentos cansaram a beleza feminina e provocaram a quebra dos cabelos. 

 

A beleza emana da aparência natural, está ligada a personalidade e traduz um discurso silencioso e eloquente da imagem pessoal projetada. 

 

Durante anos o que se via era a ditadura dos cabelos lisos, inicialmente com produtos cosméticos, com o passar dos dias o mercado se ajustou por conta dos valores altíssimos dos alisamentos definitivos. Surge a escova progressiva, a base de produto farmacêutico e não cosmético…

O uso repetitivo a cada dois ou três meses, deu início a corrida do desespero: cabelo liso com a raiz crespa. Lógico que com o passar dos dias o prejuízo apareceu, cabelos muito oleosos na raiz, comprimento e pontas sem vida, queda e em seguida a quebra por desidratação.

No mesmo caminho seguiram as loiras em busca dos cabelos platinados, cinzentos e o uso abusivo do plex como receita milagrosa, a garantia de que os cabelos resistiriam ao clareamento excessivo. Quando o problema eram cabelos destruídos, o tal plex  era sempre invocado na busca de garantir que os cabelos não ficassem sensibilizados. Entretanto o excesso de desejos, convergia em cabelos lisos e louros e retomando o ciclo das escovas progressivas, com todos os problemas habituais; ressecamento e quebra.

O que domina na atualidade é a naturalidade e a saúde. Procedimentos em alta: a desprogressiva, as colorações criativas, mechas com efeitos de luz e sombra e os platinados deram lugar ao dourado, ao bege e ao areia. Para cabelos cacheados, crespos e ondulados : tratamentos angel .

Não é o fim de nada, mas o início de uma nova geração de profissionais. graduados, pós-graduados, MBA e mestres e doutorando no universo da beleza e na plataforma da saúde.